(61) 98428-0472

[email protected]

Doença periodontal: como tratar e evitar | StudioUno Odontologia Brasília DF

Você já ouviu falar na doença periodontal?

Pode até nunca ter visto nada sobre ela, mas provavelmente você já sentiu alguma vez um sangramento na gengiva ou um pouco mais de sensibilidade nos dentes. Certo?

Esses são alguns sintomas da doença periodontal, que é um problema muito recorrente na boca e surge devido à má higienização.

Ao falar desse tema, sempre surgem algumas dúvidas. As mais comuns que ouvimos na clínica são “Como surge essa doença?”, “Como eu posso tratar?”, “Como posso evitar?”, “Tem algum fator de risco?”.

Se você tem um desses ou mais algum outro questionamento, está no lugar certo. Continue a leitura que vamos esclarecer tudo.

Como surge a doença periodontal?

A doença periodontal surge a partir do acúmulo de placa bacteriana, também conhecida como biofilme pelos profissionais da área da saúde.

Ou seja, a higienização não é feita da forma correta e, com o passar do tempo, a placa bacteriana se acumula ao redor dos dentes. Isso acontece principalmente na região perto da gengiva.

Então, esse acúmulo de resíduos alimentares, juntamente com bactérias, associado a uma falta de cuidado bucal e a uma falta de visitas periódicas ao dentista fazem surgir a doença periodontal.

Tipos de doença periodontal

dois tipos de classificação da doença periodontal. O primeiro estágio é chamado de gengivite, quando a doença está inicialmente na região da gengiva apenas.

Essa é uma fase inflamatória da doença, onde essa área fica avermelhada ou arroxeada.

Além disso, quando você passa o fio dental ou mesmo na hora da escovação aparece um sangramento. Algumas vezes, pode acontecer esse sangramento de forma espontânea.

Quando a gengivite evolui, chegamos à fase que chamamos de periodontite. É quando a doença invade os tecidos periodontais, os tecidos de suporte do dente, que seriam os ligamentos periodontais e o osso alveolar.

Então, temos esses dois estágios da doença: a gengivite, uma fase inicial, e a periodontite, um estágio mais avançado.

Como tratar a doença periodontal?

O tratamento da doença periodontal, seja ela na fase inicial ou na mais avançada, é feito com raspagem dessa placa bacteriana.

Nós, dentistas, usamos curetas ou um aparelho de ultrassom para deixar a boca limpa e em condições de você fazer essa manutenção em casa.

A parte que você pode e deve contribuir para resolver o problema é fazer uma correta higienização bucal, com uso do fio dental e da escova de dente de maneira eficaz.

É uma colaboração paciente-dentista. Não adianta só o procedimento no dentista se você continuar a falhar na hora de cuidar da sua saúde bucal.

Então, após as principais refeições (café da manhã, almoço e jantar) você deve fazer essa higienização completa.

Mas a gente sabe que tem dia que mal conseguimos parar para respirar, né? Não se preocupe. Nós que trabalhamos com saúde sabemos que há esses momentos mais apertados em que as prioridades são outras.

Nesses casos, quando não conseguir fazer a limpeza após as principais refeições, tenha atenção à noite.

Que a higienização seja feita de maneira muito eficiente à noite, antes de dormir, pois esse é o horário primordial para a limpeza.

Sabe por quê? Na hora que a gente dorme, o fluxo salivar diminui e o pH da boca fica alterado, o que favorece a proliferação bacteriana.

Com isso, tanto a doença periodontal quanto a cárie se agravam no período noturno. Justamente por conta dessa alteração do pH e esse favorecimento da proliferação bacteriana.

Então, se tiver que escolher um horário para se fazer uma higienização muito bem feita, que seja à noite antes de dormir.

E uma outra dica é aguardar pelo menos 30 minutos para escovar os dentes depois das refeições. Também para esperar que haja o equilíbrio do pH da boca e não prejudique os dentes.

Como evitar a doença periodontal?

Depois de entender a gravidade do problema, essa é a pergunta mais comum: como fazer para evitar?

Bem simples. Você pode evitar a doença periodontal fazendo a correta higienização dos dentes.

Ou seja, usando corretamente o fio dental, com os movimentos corretos, e fazendo os movimentos corretos com a escova de dentes, usando a técnica mais adequada para o seu caso.

Pode ser necessária uma pasta de dente específica para o seu caso, mas isso cabe ao dentista orientar.

Por isso, também é essencial fazer a visita periódica ao consultório para que você receba a orientação adequada e faça a limpeza.

Às vezes, pode ajudar o uso de um enxaguatório bucal por um tempo limitado, mas isso também só sob supervisão de um profissional.

Então, é muito importante ir ao dentista, fazer a consulta, para que nós possamos diagnosticar o seu problema e passar o tratamento adequado para você.

Quais fatores agravam a doença?

Os fatores de risco para a doença também geram muitas dúvidas. Mas existem e precisamos te alertar quanto a eles.

Um dos principais é o cigarro. Esse nem precisamos falar o quanto faz mal para a saúde. Então, além disso, fumar agrava a doença periodontal.

Outro fator importante é a gestação. Alguns hormônios do período da gravidez podem contribuir para o surgimento da doença periodontal.

Algumas grávidas podem perceber que a gengiva está mais inflamada, tendo sangramento gengival com mais frequência. Isso é comum durante os 9 meses da gestação.

Por isso, as mamães precisam redobrar a atenção com os cuidados de saúde bucal. Se você é uma delas ou conhece alguma, já pode compartilhar esse texto!

A diabetes é mais um fator de risco e que também agrava a doença periodontal.

Quando a pessoa está com a diabetes descontrolada e os níveis glicêmicos altos, há uma piora nessa condição bucal.

Conclusão

Você entendeu que a gente faz a nossa parte e remove as placas que foram se acumulando por uma má higienização, né?

Mas se você está com a doença periodontal, precisa também corrigir esse hábito de não higienizar corretamente.

É importante se conscientizar de que você é o principal agente para a cura e para evitar essa doença.

Portanto, tem que usar corretamente o fio dental e a escova de dente para que essa doença seja controlada. E não passe de uma gengivite para uma periodontite e chegue até a perda do dente!

Então, faça a higienização bucal correta. Passe o fio dental, escove o dente de maneira eficiente e correta, sem pressa, limpando todas as faces do dente, de ambos os lados do dente.

Só assim vai conseguir evitar não só a doença periodontal, mas também a cárie, as duas doenças mais prevalentes da cavidade bucal.

Esse post te ajudou? Compartilhe com os amigos e familiares!

E, se percebeu que está com algum dos sintomas da doença periodontal, agende uma consulta agora para resolver esse problema!


Dra. Marcela Cruvinel

Dra. Marcela Cruvinel

Dentista especialista em Periodontia e Implantes da StudioUno Odontologia

Deixe um comentário

Quero Agendar uma Consulta
 
 
 
 
Dúvidas ou deseja agendar consulta? Clique aqui e fale conosco