Cirurgia Odontológica - Clínica Odontologia StudioUno | Brasília/DF

(61) 98428-0472 / 3245-8526

[email protected]

O que é a cirurgia odontológica?

A cirurgia odontológica envolve extração de sisos e de outros dentes por diversos motivos, como cárie, doença periodontal e fraturas dentárias.

Em quais casos é indicada a cirurgia odontológica?

A cirurgia para extração de dentes, como os sisos (terceiros molares), depende de diversos fatores: se o paciente consegue fazer boa higienização na região, presença de lesão de cárie, doença periodontal, mau posicionamento na arcada e a necessidade de tratamento endodôntico (tratamento de canal).

Além disso, dentes de leite e dentes permanentes podem ser condenados por diversos motivos, sendo assim indicada a exodontia (extração) desses elementos afetados.

Cirurgia com anestesia geral não é feita em consultório

O termo “anestesia geral” não é correto para a odontologia ambulatorial (em consultório). Muitas cirurgias odontológicas podem ser feitas em ambulatório, desde uma simples intervenção até a extração de dentes e colocação de implantes, por exemplo.

A cirurgia em consultório permite o acompanhamento de um Médico Anestesista para auxiliar no processo cirúrgico, onde ele administra medicações intravenosas durante o procedimento, podendo ser antibióticos, analgésicos, corticóides e também sedativos.

Cirurgias mais complexas, cabíveis ao especialista Buco-Maxilo-Facial, como fratura óssea, remoção de lesões cancerígenas e cirurgias corretivas de face devem ser feitas necessariamente em ambiente hospitalar.

Para essas ocasiões hospitalares, o paciente poderá ser submetido a anestesia geral, porém em consultório nunca será.

Pacientes de alto risco (problemas cardíacos graves, diabetes descompensada, problemas neurológicos ou outra instabilidade sistêmica) também podem ser indicados a serem operados em ambiente hospitalar para melhor acompanhamento.

Cuidados na cirurgia odontológica

O primeiro cuidado que se deve ter antes de se submeter a uma cirurgia odontológica é informar ao dentista todos os medicamentos que faz uso, todos os problemas de saúde atuais e também problemas já curados (como hemorragia em uma cirurgia no passado, queloide extensa em uma região pós cirúrgica).

Informar o histórico familiar também é importante para que o dentista possa prever qualquer problema.

Sobre os cuidados após a cirurgia podemos citar o seguinte cronograma:

Cuidados nas primeiras 48 horas

Essa é a Fase Gelada, até o 2º dia seguinte à cirurgia:

  • Manter a gaze colocada no local da cirurgia sob pressão por 40 minutos, para evitar sangramento;
  • Evitar cuspir com frequência
  • Manter repouso (evitar esforços físicos);
  • Ao deitar, manter a cabeça mais elevada que o resto do corpo;
  • Colocar bolsa de gelo na face, sobre a região operada, por 20 minutos a cada hora;
  • Ingerir alimentos frios ou gelados, de preferência sem resíduos, evitando líquidos gaseificados;
  • Evitar cigarros ou bebidas alcoólicas;
  • Após a alimentação fazer higiene bucal (cuidadosamente) com água gelada evitando bochechos;
  • Em caso de sangramento, umedecer uma gaze esterilizada com água gelada e morder no local durante 20 minutos. Caso não ceda, ligar imediatamente para o consultório ou comparecer a um hospital na rede de emergência;
  • Tomar medicação prescrita. Em caso de complicações comunicar-se imediatamente com o consultório ou comparecer a um hospital em caso de emergência.

Cuidados após 48 horas

Essa é a Fase Morna, que é até a retirada dos pontos:

  • Iniciar bochechos leves após as refeições, com Periogard, 2x/dia (pela manhã e à noite), conforme prescrição;
  • Iniciar compressas com água morna sobre a região operada durante 20 minutos, 4-6 vezes ao dia. Caso o local ainda apresente algum sangramento adiar o início dessas compressas;
  • Avançar gradativamente para dieta consistente, mastigando sempre do lado oposto ao da cirurgia ou na frente no caso de ter sido operado dos dois lados.

Controle pós-operatório:

Retornar para retirar os pontos 7 dias após a cirurgia. A data deve ser marcada pelo dentista.

Após a retirada dos pontos:

Nos casos de dentes retidos (sisos), e mesmo em outras cirurgias bucais, é comum a permanência de uma abertura no local da cirurgia, principalmente na parte inferior.

Isto é frequente nas cirurgias bucais e o paciente não deve ficar preocupado, pois a área cicatriza normalmente.

É preciso manter os bochechos por mais de 10 dias e avisar ao dentista em caso de qualquer complicação, para marcar possível reavaliação.

Quero Agendar uma Consulta