(61) 98428-0472

[email protected]

8 Cuidados para manter uma boa saúde bucal - StudioUno Odontologia - Brasília/DF

Desde pequenos, quando começamos a usar a escova de dentes, escutamos sobre como é importante limpar os dentes após a refeição. Depois, na medida em que vamos crescendo, outros utensílios são adicionados à higienização bucal, como o fio e a fita dental.

E, com o passar do tempo, precisamos ficar atentos quanto à saúde dos nossos dentes e da boca.

Fazer um check-up no dentista a cada 6 meses, escovar a língua e escolher escovas com cerdas macias são alguns cuidados que devemos ter para manter uma boa saúde bucal.

Se você quer saber como manter uma boa saúde bucal, continua aqui que, ao seguir essas 8 dicas, você vai poder ficar livre de problemas que atrapalham nosso dia a dia, como a gengivite e o mau hálito.

Não deixe de escovar a língua

O primeiro cuidado que podemos te dar para manter uma boa saúde bucal é a escovação da língua. Sim, escovar a língua é tão importante quanto escovar os dentes.

Essa higienização pode ser feita tanto com a escova de dentes como também com o raspador de línguas, que é próprio para esse procedimento.

Dica para manter boa saúde bucal: escove a língua - StudioUno Odontologia - Brasília/DF

Fazer a escovação da língua é importante para a remoção da saburra lingual, que é fonte de bactérias e gera mau hálito.

No caso de higienizar a língua com a escova, utilize-a deitada e faça o movimento de varredura, sempre do fundo para a ponta da língua.

Tenha atenção à escovação à noite

Muitos pacientes têm dúvidas sobre qual escovação do dia é mais importante.

O que posso te dizer é que todas as escovações (pela manhã, à tarde e à noite) são muito importantes e devem ser feitas da mesma forma sempre.

Porém, durante a noite, enquanto dormimos, o nosso fluxo salivar se reduz significativamente.

Dica para manter boa saúde bucal: atenção à escovação à noite - StudioUno Odontologia - Brasília/DF

Dessa forma, a proliferação bacteriana aumenta consideravelmente. Se há placa bacteriana durante esse período e pouca saliva o processo da cárie pode acontecer com mais facilidade. Isso porque a saliva protege nossos dentes.

Então, é importante ter mais atenção na parte da noite na hora de escovar os dentes.

Escolha uma escova com cerdas macias

Na hora que você está no supermercado ou na farmácia, escolha sempre as escovas com cerdas macias ou extra macias. Isso é importante para prevenir o desgaste dentário e gengival.

A escova de cabeça pequena é útil para higienizar locais mais difíceis, como atrás do último dente.

Dica para manter boa saúde bucal: escolha cerdas macias - StudioUno Odontologia - Brasília/DF

Em relação ao uso de uma escova elétrica, os pacientes com dificuldade motora podem pedir orientação ao dentista. Para o uso desse tipo de escova, o paciente deve ser orientado, já que a dinâmica para utilizar é diferente da escova manual.

Troque a escova a cada 60 dias

Nem preciso mencionar que manter a escova em boas condições de uso é super importante para manter uma boa saúde bucal, não é?

Mas você sabe quando trocar a escova de dentes? Se não sabe, não se preocupe. Essa é uma dúvida que todo mundo tem e nós, dentistas, estamos aqui para te ajudar.

Bom, geralmente com 60 dias a escova já deve ser trocada. Uma boa dica é marcar no calendário o dia que começou a usar aquela escova para facilitar o cálculo desse período.

A outra dica é ver se as cerdas já estão abertas. Ficaram desse jeito? Já passou da hora de trocar a sua escova.

E uma última recomendação que posso te dar é não fazer uma escovação muito forte.

Se você exagerar na força, além de causar desgaste dentário e retrações gengivais, vai acabar gastando as cerdas mais rápido. Assim, a escova vai durar menos tempo e você vai precisar trocá-la antes dos 60 dias.

Não exagere nas escovações

Como tudo na vida, o excesso não faz bem. E na hora da escovação não é diferente.

Você deve tomar cuidado com a força exercida sobre os dentes quando fizer a higienização. Não só a força, mas também o número de escovações pode provocar desgaste dentário e gengival. Essa perda de estrutura pode gerar sensibilidade.

Portanto, para não desgastar o dente e a gengiva e não ter sensibilidade, o ideal é que sejam feitas três escovações por dia.

Essas três escovações aliadas a uma perfeita técnica de escovação são suficientes para manter sua boca livre de tártaro, placas bacterianas e outros problemas.

Guarde a escova dentro de uma gaveta

Essa última recomendação, mas não menos importante, é sobre onde guardar principalmente a escova de dentes.

Todos os utensílios bucais (escova de dentes, raspador de língua e fio ou fita dental) devem ser colocados dentro de uma gaveta, mas em recipiente aberto para a evaporação total da umidade.

Se você deixar esse objetos sobre a pia, a contaminação das cerdas com coliformes fecais vai aumentar bastante devido ao aerossol provocado ao darmos a descarga.

Use fio ou fita dental antes de escovar os dentes

Essa é uma outra dúvida recorrente entre os pacientes. “Devo usar o fio dental antes ou depois de escovar os dentes? Ou tanto faz?”.

A resposta é que o fio ou a fita dental deve ser o início da higiene bucal. Essa etapa é responsável por remover a placa bacteriana que fica no sulco gengival (abaixo do nível da gengiva) e trazê-la para as faces livres (região que visualizamos o dente).

Desta forma, a escovação vem logo depois para acabar de remover toda a placa situada nas faces livres.

Escolha a fita ou fio dental que melhor se adaptar

Agora que você já sabe que deve usar o fio ou a fita dental antes de escovar os dentes, sabe qual das duas escolher?

Nesse caso, a resposta é que ambas têm o mesmo objetivo: o de limpar lugares da boca onde as cerdas e a escova não conseguem limpar. Portanto, tanto faz usar a fita ou o fio dental.

Você deve se sentir confortável ao passar a fita ou o fio dental que escolher. Caso precise fazer muita força e machuque a gengiva pelo fio ter que passar “muito justo”, é indicado que use fita dental.

A diferença entra as duas é que a fita dental é achatada e mais fina. Ela desliza melhor entre os dentes que são muito próximos.

Para quem não sente dificuldade em passar o fio, é importante optar pelos “encerados”. A marca a ser usada vai ser aquela com a qual você melhor se adaptar.

Tem alguma outra dúvida sobre higiene bucal e a saúde dos seus dentes ? Deixe uma pergunta na área de comentários abaixo ou nos envie uma mensagem!


Dra. Roberta Tuma e Pupo

Dra. Roberta Tuma e Pupo

Dentista especialista em Próteses e Estética Dentária. Sócia-diretora da Clínica StudioUno Odontologia

Deixe um comentário

Quero Agendar uma Consulta
Dúvidas ou deseja agendar consulta? Fale conosco