(61) 98428-0472

[email protected]

Pericoronarite: saiba o que é, quais as causas, os sintomas e qual o tratamento

Se você teve algum problema com os dentes do siso, já deve ter ouvido falar sobre a pericoronarite.

Quando um dente está parcialmente coberto pela gengiva, pode surgir uma inflamação. Esse problema, que pode ser acompanhando ou não de dores, é chamado de pericoronarite.

Mais comum em dentes siso, essa inflamação surge devido ao acúmulo de restos de alimentos nessa região. Por ser difícil acessá-la para fazer a limpeza, as bactérias se proliferam e aí aparece o problema.

A boa notícia é que há tratamento eficaz. Porém, a depender do caso, pode variar desde a prescrição de analgésicos e antibióticos até a extração do dente.

Se você quer saber mais sobre a doença, o que causa, quais os sintomas e como é o tratamento, preparei esse post para sanar essas dúvidas. 🙂

O que é?

A pericoronarite é uma doença periodontal de caráter reversível. Ou seja, tem tratamento/cura. Ela é uma condição que inflama o tecido gengival que cobre ou circunda o dente siso.

Normalmente acontece quando o dente não erupcionou por completo ou está nascendo. Em ambos os casos, uma parte continua por baixo da gengiva.

Com um pedaço do dente ainda “escondido”, não conseguimos chegar lá com a escova para fazer a higienização de forma correta. A partir do momento que não é possível fazer a limpeza, restos de alimentos e, consequentemente, bactérias tomam conta daquele espaço.

É justamente nesse momento que as bactérias começam a se proliferar e aí aparecem a inflamação e a infecção.

Nem preciso dizer que as dores chegam com isso, né? Agora que você já sabe o que é, vamos aos sintomas.

Quais os sintomas?

Quando há a inflamação dessa região da boca, surgem alguns sintomas, que vão desde inchaço até uma dor forte no rosto.

Em geral, esses sintomas da pericoronarite são os mesmos apresentados em outra inflamação:

  • inchaço;
  • vermelhidão;
  • dor variável (depende do grau de inflamação, podendo chegar a uma dor pulsante e que irradia para o restante do rosto).

Aqui vai um alerta. Para evitar esse incômodo, é super importante manter o cuidado com a saúde bucal e fazer o check-up a cada 6 meses para evitar essas dores. E, se a dor aparecer, não espere ficar insuportável para procurar o seu dentista.

Agora que já sabemos o que é e quais os sintomas da pericoronarite, vamos falar sobre as causas, que têm muita relação com o que eu disse anteriormente sobre a boa higienização bucal.

O que causa a pericoronarite?

O fator principal que causa a pericoronarite é a má higiene da região. Isso pode acontecer por falta de frequência e técnica ou por não haver livre acesso ao dente, pois há gengiva recobrindo parte da coroa.

Quando não há uma boa higienização, a placa bacteriana pode se acumular por baixo dessa gengiva e desencadear todo o processo inflamatório que já expliquei aqui no texto.

Além do problema de não fazer uma escovação correta ou com a frequência desejada (pelo menos 3 vezes ao dia), a posição do dente na arcada também pode acarretar a inflamação.

Os dentes muito próximos da bochecha ou voltados para a língua ou para o céu da boca prejudicam o acesso com a escova de dentes e o uso do fio ou da fita dental.

E atenção: uma inflamação gengival persistente pode progredir para uma perda óssea na região e afetar os demais dentes.

Portanto, não deixe de cuidar dos seus dentes para não chegar a esse ponto de inflamação. E, se infelizmente chegar nisso, não demore a procurar o dentista da sua confiança. Quanto mais rápido você buscar ajuda profissional, melhores as chances de um tratamento rápido e eficaz.

Existe tratamento para pericoronarite?

O tratamento varia bastante. A decisão do que fazer vai depender da situação do dente siso.

A primeira coisa a ser feita, já no dentista, é a limpeza e a descontaminação do local.

Depois, caso seja necessário e a depender do estágio da inflamação e da infecção, são prescritos alguns medicamentos. Além disso, radiografias devem ser feitas para saber se há comprometimento ósseo (reabsorção óssea) ou se a inflamação já atingiu os demais dentes.

Com o diagnóstico em mãos, conseguimos decidir o que fazer em cada situação. No caso de dentes mal posicionados e com dificuldade de higienização, pode ser indicado fazer a extração.

Em uma outra circunstância, quando o dente está bem posicionado e apresenta o capuz gengival recobrindo-o, pode ser feita uma cirurgia periodontal para remoção desse capuz. Assim, o dente é mantido na boca.

A orientação aqui é: cuide bem dos seus dentes, com escovação correta e uso do fio dental, e visite o dentista regularmente (pelo menos duas vezes por ano). Assim, um problema como esse pode ser evitado e você não vai nem precisar se incomodar com as dores.

Tem mais alguma dúvida sobre a pericoronarite ou está com dores no dente siso e precisa de uma opinião profissional ? Agende uma avaliação, entre em contato conosco ou deixe um comentário abaixo! 😉


Dra. Roberta Tuma e Pupo

Dra. Roberta Tuma e Pupo

Dentista especialista em Próteses e Estética Dentária. Sócia-diretora da Clínica StudioUno Odontologia

Deixe um comentário

Quero Agendar uma Consulta
Dúvidas ou deseja agendar consulta? Fale conosco